terça-feira, 23 de agosto de 2011

MST invade Ministério da Fazenda. É piada?

Do Estadão:

Trabalhadores rurais ocupam prédio do Ministério da Fazenda
Priscila Trindade, do estadão.com.br
Pelo menos 4 mil trabalhadores rurais da Via Campesina ocuparam, na manhã desta terça-feira, 23, o hall de entrada e a laje do prédio do Ministério da Fazenda em Brasília. Entre os objetivos da ocupação está a retomada das negociações referentes as dívidas dos pequenos agricultores, avaliadas em cerca de R$ 30 bilhões.
Segundo a Polícia Militar, o ato é pacífico e equipes estão no local. De acordo com a corporação, os trabalhadores marcharam até o prédio. Desde segunda-feira, 22, os movimentos que integram a Via Campesina, entre eles o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), estão acampados em Brasília em um acampamento por reforma agrária, nos arredores do Ginásio Nilson Nelson.
A mobilização faz parte da Jornada Nacional de Lutas por Reforma Agrária, realizada em todo o País desde segunda-feira, 22. Os trabalhadores reivindicam que o governo acelere a reforma agrária. Exigem também o assentamento imediato de 60 mil famílias acampadas e luta contra o fechamento das escolas no campo.
Nessa segunda-feira, cerca de 400 integrantes do MST voltaram a ocupar a Fazenda Santo Henrique, da empresa Cutrale, no município de Borebi, a 290 km de São Paulo, na região de Bauru.
A lei vale para todos?
Essa prática de invasão de prédios da administração pública é um absurdo. E a maioria das pessoas acha normal. Uma vez eu estava em uma entrevista para um cargo de gestor ambiental em uma grande empresa do setor elétrico e me perguntaram "E se o MST ou MAB invadir a obra da hidrelétrica?". Respondi   na hora, bem orgulhoso: "Procuro o jurídico e entro com um pedido de reintegração de posse. Logo que conseguir a ordem de reintegração, procuro o comandante da PM local e resolvo o negócio todo em menos de um dia." Os entrevistadores ficaram chocados quando me perguntaram se eu iria negociar e respondi que não negocio com bandidos. A entrevista acabou em menos de dois minutos depois disso. 
Acho engraçado que a legalidade esteja tão em baixa no país, e isso não é de hoje. Ora, quem é a Via Campesina? Qual o CNPJ do MST? Não acredito que se negocie com quem comete ilegalidades. E vejam, a PM está lá, e fazendo o quê?
E cadê a PM de Bauru pra proteger a fazenda da Cutrale de um bando de vândalos? Já é a segunda vez que eles invadem uma fazenda produtiva. Veja no vídeo abaixo o que eles fizeram na outra vez que invadiram a Fazenda Santo Henrique.



Trabalhadores rurais? Onde? 
Outra coisa que me dá nos nervos é como o jornalismo trata esses vagabundos. "Trabalhadores rurais"? Acho isso uma ofensa a todos que de fato trabalham na roça. A maioria desse povo do MST, MAB e sei lá mais o quê nunca pegou numa enxada! São cooptados entre a população pobre das cidades com promessas de terras e benesses em troca de apoio. Há casos em que eles até recebem por dia para participar dessas manifestações. 
A notícia foi postada no site do Estadão às 08:11hs de hoje. Os trabalhadores rurais que conheço estariam trabalhando há pelo menos duas horas. 

Piada pronta 
As reivindicações deles são, segundo a reportagem, "que o governo acelere a reforma agrária". 
Um colega agrônomo que me mandou a notícia aproveitou e lembrou de um fato engraçado. É capaz que a maioria da massa de manobra que está lá nem saiba que o Ministério da  Fazenda não tem nada a ver com fazendas.
Agora sem brincadeira: se eles têm que renegociar a dívida, que vão ao Banco do Brasil e renegociem a dívida. Eu tenho um leasing do meu carro com o BB. Acho a dívida alta e os juros absurdos, mas concordei com isso quando assinei o contrato. Recentemente renegociei um desconto pra adiantar o saldo restante. E fiz isso por telefone, sem invadir o Ministério da Fazenda com outros 4 mil que contrataram leasing. 

Ajudando os intelectualmente desprovidos  
Aprendi ao longo do tempo que devemos ajudar os menos favorecidos intelectualmente, então vou dar a dica: vocês estão no lugar errado. O Ministério do Desenvolvimento Agrário (que cuida dos assuntos de reforma agrária) fica no Bloco A da Esplanada dos Ministérios. Não sei onde fica a sede do BB, mas caso vocês se percam, perguntem para algum dos policiais que estão aí sem fazer nada. Pelo menos assim eles terão alguma utilidade.

Nenhum comentário:

Facebook Blogger Plugin: Bloggerized by AllBlogTools.com Enhanced by MyBloggerTricks.com

Postar um comentário