terça-feira, 6 de setembro de 2011

Ciro Siqueira e uma discussão racional sobre o Código Florestal

Ainda não recomendei aqui, mas um dos blogs que acompanho é o do Ciro Siqueira, que sempre traz bons artigos sobre a discussão do Código Florestal Brasileiro. Ele alia conhecimento de causa e inteligência como poucos de ambos os lados do debate conseguem.
Gostei especialmente do artigo publicado ontem, dia 05/09/2011, que vocês podem ler aqui. O artigo contém uma bela explicação das idas e vindas, mandos e desmandos do poder público na região. A única constante? Quem se dá mal é o produtor. Vejam alguns pedaços abaixo:
Seu Afonso veio para a Amazônia nos anos 70, comprou um naco de terra e recebeu um documento do antigo IBDF (antecessor do Ibama) autorizando o desmatamento de 50% da área conforme permitia a lei da época. Seu Afonso desmatou e plantou pasto. Nos últimos anos Seu Afonso transformou seus velhos pastos em área agrícola. Uma das fazendas de maior potencial produtivo que conheço. Sabe o que aconteceu?

O Ibama, subordinado ao Ministério da Dona Izabella Teixeira, apareceu lá um dia, não encontrou os 80% de Reserva Legal exigidos pela lei hoje, multou o Seu Afonso, embargou a área agrícola e apreendeu toda a soja que estava armazenada nos silos da fazenda.
Se o uso da terra na Amazônia hoje ainda é extensivo isso se deve em grande medida à forma histérica como o movimento ambiental aborta a questão amazônica. O Estado não consegue diferenciar ruralista bom de ruralista ruim. Não conseguindo, persegue todos.
...se 18% da floresta Amazônica foi destruído, significa que 82% da floresta Amazônica foi preservado. Quem mais fez isso no planeta? São Paulo fez isso? o Paraná fez isso? o Brasil fez isso? os EUA fizeram isso? a Europa fez isso?
Vocês podem acessar o blog do Ciro aqui.

Nenhum comentário:

Facebook Blogger Plugin: Bloggerized by AllBlogTools.com Enhanced by MyBloggerTricks.com

Postar um comentário