sábado, 5 de novembro de 2011

Sozinhos são ignorantes, juntos também

Na esteira do post do Hades sobre o movimento OccupyWhatEver, me lembrei de outra daquelas campanhas que de vez em quando aparecem nas redes sociais. Essa está totalmente de acordo com o que eu já havia escrito sobre os princípios do movimento ambientalista, e as mentiras que eles propagam na rede. Vejam abaixo:
Eles não cansam de mentir?
Cumprindo o dever cívico
Eu considero uma obrigação moral contestar uma mentira, e um dever cívico quando é uma mentira dos esquerdopatas. Vamos lá: 99% da população é contra a mudança do Código Florestal? De onde eles tiraram esse número? De acordo com o Censo 2010, em torno de 15% da população do país vive em zonas rurais. Se só um terço dessa população for favorável à mudança do código, já temos 5% de pessoas favoráveis. Sem contar a população urbana que é favorável. 
Essa história de 99% começou com o movimento OccupyWallStreet, e se espalhou pelo mundo. Obviamente nossos esquerdopatas não ficariam para trás, e como esse negócio de criar algo novo é muito cansativo, se apropriaram das palavras de ordem dos esquerdistas americanos; afinal, esquerdista não têm pátria (um dia o Hades prepara um post sobre isso). 
Outro ponto interessante do movimento esquerdista é que assim como eles não têm pátria, eles também não possuem nenhuma agenda definida. Qualquer causa é válida, e quanto menos informação a respeito, melhor. Entrei no site para descobrir quem são os tais "Juntos". O que eu encontrei lá:
Somos aqueles que estão sem emprego, sem educação, sem cultura, sem casa, mas também sem medo de lutar! Somos aqueles que estão em defesa da Amazônia nos atos contra a construção de Belo Monte e contra o novo código (anti-)florestal! Somos aqueles que estão nas lutas contra toda forma de preconceito, seja de genêro, etnia, idade, credo. Somos aqueles que estavam nas Marchas da Liberdade, das Vadias, no #ForaRicardoTeixeira, contra a corrupção, nas paradas LGBT. Somos aqueles que #TomamosAsRuas e lutamos por uma #DemocraciaRealJá!
Interessante é que os esquerdistas já aprenderam a escrever, mas ainda estão a léguas de fazerem algum sentido. O negócio é arregimentar o maior número de apoiadores possível, não importa de onde eles venham. Agora que já comecei, vou extrair alguns trechos do texto acima, passo a passo, pra tentar entender quem são esses esquerdopatas. 
sem emprego, sem educação, sem cultura
Sem emprego era óbvio. Alguém já viu esquerdopata que fosse produtivo para a sociedade? Sem educação e sem cultura também é outra característica básica deles. Afinal, um pouquinho mais de leitura e reflexão faria com que, além de aprenderem a língua pátria (lembram dos "trabaliadores" da USP?), pensassem por si próprios. Quem sabe se eles passassem menos tempo em manifestações e mais tempo lendo, estudando e procurando trabalho, a situação deles melhoraria?
em defesa da Amazônia nos atos contra a construção de Belo Monte e contra o novo código (anti-)florestal
Já é conhecido que verde é o novo vermelho. São os ambientalistas-melancia: verdes por fora, vermelhos por dentro. O que eu gostaria mesmo de saber é se algum desses melancias aí já esteve na Amazônia. Duvido que algum deles entenda alguma coisa de geração de energia elétrica ou tenha lido a íntegra do relatório do Código Florestal. Caso queiram ler, está aqui.
nas lutas contra toda forma de preconceito, seja de genêro, etnia, idade, credo
Aqui, eles involuntariamente disseram que concordam com a constituição. Deve ser algum erro de grafia. Vou salvar um pdf da página antes que eles mudem.
Somos aqueles que estavam nas Marchas da Liberdade, das Vadias, no #ForaRicardoTeixeira, contra a corrupção, nas paradas LGBT.  
Se lembram do que eu falei quando disse que eles precisam passar menos tempo em manifestações e mais tempo estudando, lendo e procurando emprego? Eles mesmos admitem isso. Eles vão desde a marcha dos maconheiros (não necessariamente algo que voce vá colocar no seu CV, né?) até manifestações contra o presidente da CBF. Vale tudo, menos trabalhar e estudar.
Somos aqueles que #TomamosAsRuas e lutamos por uma #DemocraciaRealJá!
Eu entrei em algumas páginas que falavam sobre esse tal "DemocraciaRealJá". Sinceramente não entendi do que se tratava. Me parece uma cambada de vagabundos que ficaram brabinhos porque as coisas não saíram como eles queriam. A resposta? Vamos fazer uma manifestação, claro! Quanto ao "TomamosAsRuas", nem sequer achei nenhuma referência a isso. Deve ser algo análogo ao que falei nesse post.

Imagina-se que já que eles defendem tantas causas, devem ter um monte de propostas para cada um dos tópicos abordados, certo? Errado! Imaginem comigo, se nem as críticas deles são coerentes, imaginem as propostas. No caso, como eles nem identificaram o problema corretamente, obviamente não há qualquer formulação de hipóteses. Metodologia científica básica. Pelo menos eles são sinceros em admitir que não têm nem educação nem cultura. Mas não precisava. Nota-se.

Resumindo
Toda essa estória de 99% pra lá, 1% pra cá, nada mais é que uma variação do velho "nós" contra "eles". A mentalidade dessa gente é tão fraca que pra eles não importa se 99% estão errados ou certos, mas o importante é fazer parte dos 99%. Individualmente, duvido que qualquer um deles se sustentaria em um debate. Por isso a necessidade de fazer barulho em grupelhos, em angariar qualquer um que seja para a causa deles.
Se esses são os 99%, eu tenho o maior orgulho de fazer parte dos 1%. Aquele 1% que pensa por si.

Nenhum comentário:

Facebook Blogger Plugin: Bloggerized by AllBlogTools.com Enhanced by MyBloggerTricks.com

Postar um comentário