terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Cidadão do RJ vale 5 vezes menos que ambientalista

Mais uma notícia da Folha:
Rio+20 terá adicional de R$ 430 mi para segurança
O Congresso Nacional aprovou nesta terça-feira (14), em sessão conjunta da Câmara e do Senado, crédito suplementar de R$ 430 milhões para a organização da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que o Brasil vai sediar em junho de 2012. O dinheiro irá para o reforço do policiamento do Rio e para o controle de imigração.
A conferência deverá reunir chefes de Estado e de governo e representantes da sociedade civil, de ONGs (organizações não governamentais) do mundo inteiro e de organismos multilaterais para debater as relações entre economia e ambiente sob a ótica do desenvolvimento sustentável. 
Quanto isso custará mesmo?
Nem vou entrar no mérito da validade ou utilidade dessa conferência, mas não lhes parece estranho que se empenhem R$ 430 milhões para uma conferência entre 20 e 22 de junho? São mais de R$ 140 milhões por dia de conferência. Mesmo que se contem os dias nos quais ocorrerão os eventos paralelos, que serão de 13 a 22 de junho, são R$ 43 milhões por dia. Se os mesmos R$ 43 milhões fossem gasto a cada dia para garantir a segurança dos cidadãos do RJ, o orçamento anual de segurança do RJ seria de R$ 15.695.000.000,00. Isso são 15,69 bilhões de reais.

Quanto se gasta no RJ
Como gosto de fazer o dever de casa, fui procurar no portal da transparência do RJ o orçamento da Secretaria de Segurança do RJ para 2011. Os números disponíveis mostram que de janeiro a outubro de 2011 o orçamento foi de R$ 2.437.338.000,00 , ou 2,44 bilhões. Dividindo pelo número de dias, o resultado são 8,02 milhões por dia, ou 18,65% do que se gastará por dia em caráter suplementar para a convenção ambientalista.

Finalizando
Antes que eu me esqueça, estes são somente os recursos aprovados no Congresso no dia 14/12 para a segurança. São recursos de todos os contribuintes. Em resumo: você, independente de sua posição em relação ao meio ambiente ou se mora em Roraima, pagará a conta.
Agora o pior mesmo deve ser para os cidadãos do RJ. Uma conta simples mostra que para nossos representantes, um ambientalista desses que só dificultam e encarecem sua vida vale mais de 5 vezes o que você vale. Você que paga seus impostos vale 5 vezes menos que as pessoas que querem controlar sua vida. Se eu fosse fluminense estaria com minha auto-estima baixíssima. 

2 comentários:

  1. Se tua revolta é em razão do custo gasto imagina se colocar na ponta do lápis os custos da Copa/Olimpiadas?????!!!!!!!
    Pensando em economia tb é importante conseguir calcular se haverá retorno financeiro aos fluminenses (ou Estado do Rio de Janeiro) em razão dos turistas que estarão lá. Este retorno em dinheiro compensa o gasto em segurança?

    ResponderExcluir
  2. Eduardo, os custos dos eventos Copa e Olimpíadas também são exorbitantes. COncordo com você nisso. Ainda mais que o nossos iluminados governantes tiveram a brilhante idéia de espalhar as sedes por todo o país, em algo que beneficia somente aqueles que pretendem abocanhar uma fatia do bolo. Como exercício, sugiro pesquisar o custo do km de asfalto, metrô, VLT ou BRT aqui versus o de Londres. Mesmo que os encargos trabalhistas deles sejam altos, que eles paguem em libras e que os trabalhadores lá sejam melhor remunerados; ainda temos custos e prazos maiores. E note que nem estou comparando com Pequim.
    Falando do retorno aos fluminenses, tenho que chamar sua atenção para alguns fatos importantes:
    1) Uma leitura cuidadosa do texto revelará que o gasto a que a reportagem que comentei se refere é um gasto "SUPLEMENTAR" ao gasto que já ocorre com segurança no RJ. Trocando em miúdos, essa verba é uma adição ao orçamento do RJ e do governo federal que já foi empenhado para segurança.
    2) Essa é a verba suplementar para segurança. Nela obviamente não estão inclusos gastos de propaganda, transporte, treinamento de pessoal e outras despesas que ocorrem em um evento desses. Para que os R$ 43 milhões tragam o retorno necessário somente para atingir o break-even (nem lucro, nem prejuízo), seriam necessários 43 mil turistas que gerassem uma média de mil reais por dia SOMENTE EM TRIBUTOS FEDERAIS. Você realmente acredita que isso acontecerá?
    Eu não. O problema no Brasil é que nossos governantes são muito bons em calcular porcentagens (a deles), mas na hora de prestar contas pelas decisões que tomam, esquecem a simples subtração da receita pela despesa, a fim de verificar se uma ou outra ação deu lucro ou prejuízo.
    E você daí de SP, assim como eu daqui de SC, está pagando por isso também.

    ResponderExcluir