quarta-feira, 14 de março de 2012

MAB decepciona (como sempre)

Pelo agito todo que fizeram nos últimos dias, imaginei que o tal "Dia Internacional de luta contra as barragens, pelos rios, pela água e pela vida" seria mais agitado. Porém, acho que os eventos só foram significativos nos locais ocupados, e a situação ficou quente mesmo na UHE Garibaldi, com um incêncio que muito coincidentemente aconteceu após a chegada do MAB. Eu esperava mais. Pelo menos algum novo pseudo-argumento contra barragens, alguma novidade pra tornar minha escrita mais divertida, e nada.
Sabem o que acho? Que esses movimentos só prosperam e resistem porque existe uma parcela do jornalismo e da política que adora um pobre-coitado pra chamar de seu. E obviamente, para usá-los como massa de manobra. E os otários aqui, que pagam seus impostos, financiam essa porcaria toda. E como eles usam o nosso dinheiro? Alugando ônibus para levar essa massa pra lá e pra cá, confeccionando faixas, comprando barracas novinhas em folha pra esse pessoal acampar e fazer baderna.
Se vocês verem a galeria de fotos do MAB, além daquelas fotos normais de um monte de desocupados carregando faixas, podem ver o que falei acima: barracas novinhas, ônibus com ar condicionado, e aparentemente até um fotógrafo oficial. Não sou contra ônibus com ar condicionado, na verdade adoro ar condicionado, e tenho um baita orgulho de trabalhar no setor elétrico toda vez que ligo o meu. Mas o meu foi pago com meu trabalho. E os do MAB? De onde vem o dinheiro para pagar por isso? Outro ponto legal que vi na galeria do MAB foram as câmeras que eles usam. As fotos da invasão da Eletrobrás, por exemplo, foram feitas com uma Sony DSLR A580, uma câmera que eu nunca vi nem conheço ninguém que tenha uma parecida. Afinal, ela custa, segundo o que vi no Mercado Livre, quase 4 mil reais (veja você mesmo)! Quando a câmera que eles usam pra bater as fotos das badernas custa mais que muitos agricultores ganham em seis meses, algo me parece errado.
MAB, MST, a exemplo das ONGs, deveriam apresentar suas fontes de renda, ter seus balanços auditados. Se o governo dá o nosso dinheiro para eles, merecemos saber. Afinal, quem ganha com a existência do MAB e com essas ações criminosas deles? Como meu escritório fica perto da Eletrosul, passei por lá para ver o movimento. Nada demais. A única mudança significativa que vi foi um aumento do movimento nos botecos da região.
Pelo menos alguém se beneficiou com isso.

P.S.: Queria ter algo mais polêmico ou interessante para escrever, mas com uma oposição desse baixo nível intelectual, ficou difícil.

5 comentários:

  1. Esse movimento todo é o inicio de uma possível série de movimentos os mais diversos em função do fim das concessões das geradoras, transmissoras e distribuidoras, que finda em 2015. É o próprio governo financiando pseudo-protesto pra fazer pressão social para derrubar a lei que determina novas licitações após o prazo de 30 anos que o próprio governo tem na área elétrica. Preparemo-nos para uma enxurrada de movimentos e greves do MAB, FNU, MST, ONGs diversas. É tudo PT.

    ResponderExcluir
  2. Muito infeliz seu comentario, antes de ficar escrevendo abobrinha na internet vai fazer uma pesquisa etinografica sobre o movimento que ai sim vc pode opinar

    ResponderExcluir
  3. Anônimo de 22/03, eu tenho um monte de dúvidas sobre o MAB. Quem sabe você que parece ser um bom entendedor do movimento pode me indicar algumas referências. Se for interessante, garanto que publico.

    ResponderExcluir
  4. Sim, acredito que a lei existe e deve ser cumprida, porem o que vc não sabe qual é a razão para os atingidos estarem revoltados. sera que é certo desapropiar uma famila, tirar a moradia de uma familia e mandar embora sem direito a nada, e sem direito de defesa sem ter a quem recorrer, acho que vc não conhece a realidade o sofrimento que familias que ali viviam feliz, hoje passando um drama correndo atras da empresa que esta retirando as pessoas de suas moradias, tendo que se ajoelhar implorando para ser indenizado. sera que isso é democratico.Isso é democracia, pois bem essa lei que vc tanto quer que seja cumprida ela só vale para os ricos, e empresas que querem ganhar dinheiro, porque se existisse democracia e lei igual para todos, essas familias não prescisavam estar invadindo implorando para que sejam vistas, sendo que na verdade quem esta invadindo a moradia dessas familias é a empresa. Por isso meus amigos, antes de começarem a escrever coisas sobre alguem procurem saber a realidade o porque que os fatos acontecem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "direitos humanos", vá estudar um pouco de direito, ortografia, gramática e interpretação de texto; e leia a resposta que dei à esse mesmo comentário (faltaram pseudo-argumentos para dois comentários?) nesse outro post:
      http://vamosserracionais.blogspot.com.br/2012/03/ainda-ha-juizes-em-abdon-batista.html?showComment=1361625221418#c7464738198080871807

      Excluir