domingo, 24 de fevereiro de 2013

Pela identidade negra


Do estudo da genética aprendemos que o indivíduo é intrinsecamente ligado a seus ancestrais pelo nascimento e herança. Ele é ligado da mesma forma a seus descendentes. Pela primeira vez em nossa história, o povo negro encontrou uma unidade maior que jamais tivera. Inúmeros preconceitos foram quebrados, muitas barreiras foram derrubadas, malignas tradições foram eliminadas e símbolos antigos foram expostos como insensatos.
O branco inventou a mais ridícula frase já elaborada, que “qualquer um com semblante humano é igual”. Ele usa essa idéia para enganar outros povos, e de fato é o maior oponente a esta idéia, já que enxerga a si próprio e seus semelhantes como o “povo escolhido”, a qual os demais devem se subordinar.
Uma das características peculiares dos brancos é a aversão ao trabalho físico. Sua própria aparência não o predestina ao trabalho físico.  Mas como resultado de gerações de endogamia e de mistura racial, o branco atingiu seu objetivo. Ele prefere o comércio, deixando o trabalho para os outros. O que eles possuem hoje foi ganho largamente ao custo da menos astuta nação negra por meio das mais repreensivas manipulações.
Milhares de negros foram feitos miseráveis pelos brancos e reduzidos à pobreza. Nós certamente não culpamos unicamente o branco pelas catástrofes econômicas e espirituais. Quando se considera a alienação da vida intelectual brasileira pelos brancos, sua corrupção da justiça de forma que somente um entre cada cinco juízes são negros, a dominância do exercício da medicina, sua predominância entre professores universitários, em resumo, o fato que todas as profissões intelectuais são dominadas pelos brancos, há de se admitir que nenhum povo com auto-estima  toleraria isso por muito tempo.
As medidas tomadas até agora foram feitas somente para aliviar as piores condições, ou seja, para reduzir o excesso numericamente inaceitável de brancos em várias áreas.  Os brancos devem se adaptar ao trabalho construtivo respeitável, como outros povos fazem, ou irão cedo ou tarde sucumbir a uma crise de inimagináveis proporções.
Antes ser alto e alvejado por um raio que um aleijado protegido dos raios e da tempestade.

--------------XXXXXXXXXXXXX--------------

Você pode defender o que quiser, como eu defendo. Porém, é prudente saber as raízes do pensamento que motivam sua adesão a um movimento ou outro.
Eu não escrevi uma frase sequer do texto acima. Absolutamente todas as frases são traduções de discursos e escritos dos nazistas.  Cada vez que você ler “branco” no texto acima, substitua por “judeu”. Faça o mesmo com cada “negro”, colocando um “alemão” em seu lugar. Qualquer referência ao Brasil, substitua por Alemanha.  E releia o texto.
Se ao final desse exercício você ainda se identificar com o movimento que defende a segregação racial no Brasil, aprenda a falar alemão e raspe sua cabeça. 

Nenhum comentário:

Facebook Blogger Plugin: Bloggerized by AllBlogTools.com Enhanced by MyBloggerTricks.com

Postar um comentário